Esta semana vai ter lugar o evento internacional organizado polas Roller Derby Brigantias da Corunha “2018 International WFTDA Playoffs”.

Mas, que é isto do Roller Derby e que quer dizer WFTDA Playoffs? E porque a Revirada considera que merece especial atençom do feminismo?

Bom, ás Roller Derby’s conhecemo-las há um tempo, quando as Negra Sombra de Pontevedra nos contactaram, e com as que temos um encontro pendente para fazermos algo para o próximo número. E logo com a entrevista que a companheira das Reviradas Ana fez às Brigantias da Crunha “As Brigantia Roller Derby: mulleres on the wheels no corazón de Montealtos“As Brigantia Roller Derby: mulleres on the wheelsno corazón de Montealtos“.  E pois, ficamos namoradas delas.

Som mulheres, principalmente jovens, que apostam por um desporto de contacto autogerido por e para patinadoras e com valores marcadamente feministas e inclusivos. Inclusivos de todos os corpos e identidades de mulheres.

Na Galiza é do Estado Espanhol onde há mais equipas deste desporto: Brigantias e Irmandiñas na Corunha, Negra Sombra em Ponte Vedra, Sereas Bravas em Vigo, Jabatas e As Lobas de Morgana em Ourense, e Castañeiras e Aspic em Lugo. WOW!!! Isto tem força!

COMO SE JOGA?

Bom, pois só pelo nome probavelmente nom o entendas, mas elas já o explicaram para a Revirada e podemos explicar um bocadinho mais aqui, ou ti mesma procura na wikipedia ou google, ou melhor ainda fala diretamente com elas. Podem até convercer-te para que te unas a elas.

“Un partido de roller derby dura unha hora dividida en dous tempos marcados por jams de dous minutos. Saen a pista cinco xogadoras de cada equipo, catro bloqueadoras e unha jammer. A primeira jammer en cruzar o pack de xogadoras, é a jammer líder e ten a vantaxa de poder cortar as seguintes jams antes do tempo. Cóntanse os puntos por cada cadera de bloqueadora contraria que pasa a jammer. E despois hai un montón de normativas, hai unhas zonas legais e ilegais tanto para impactar coma para bloquear, por iso hai sete persoas arbitrando. Isto cunha pizarra… (risas) enténdese millor.”

na Revirada, revista feminista nº3 “identidades”

E neste video fabuloso, mais claro explicado só pode ser a auga das montanhas de Lóuçara (Samos)

A WFTDA (Women’s Flat Track Derby Association) organiza competições internacionais e as Brigantias conseguirom que este ano se celebrem an Corunha. Assim que teremos as grandes equipas Roller Derby do mundo nesta cidade galega em menos duma semana.

Infelizmente nom estam nas finais equipas galegas mas é um momento importantíssimo para conhecer e sobretudo experimentar o que som os encontros Roller Derby. Em palavras das Brigantias nom é só o desporto o que é importante mas o ambiente, a festa a energia grupal que se generam nestes encontros. Algo que recomendam muito nom se perder.

Do venres 31 de agosto ao domingo 2 de setembro no Palácio de Desportos de Riazor terám lugar as semifinais e finais onde competiram equipas de Suécia, Estados Unidos, Finlandia, Reino Unido, Francia e Argentina,

As entradas compram-se nesta plataforma online WFTDA A Corunha event tickets . Ticket para um, dois ou para os 3 dias. O ticket dá entrada a todos os jogos da jornada, é à tua vontade ir a 1, 2, ou a todos eles. E entre jogos há surpresas que ser iram desvelando in situ. E de noite já têm organizados “Afterparties” encontros em diversos locais da cidade com actuações e DJs. Consulta o seu facebook para mais informaçom Facebook Brigantias Roller Derby.

As finais som o domingo pelo que se presume que pode ser a jornada mais intensa. E a supresa final, que nós sim sabemos qual é mais nom imos desvelar, vai ser espectacular.

2018-international-wftda-playoffs-a-coruna-bracket-letter

FORÇA FEMINISTA COM AS ROLLER DERBY!

Pois, parece que nom é preciso explicar porque para a Revirada apoiar este campionato internacional de Roller Derby é importante do ponto de vista feminista. Estamos muito orgulhosas de que mulheres se auto-organizem, especialmente no desporto de contacto, onde o companherismo dentro da equipa e com as outras é troncal. Sabemos que apesar deste trabalho tanto a nível local como o que forom capazes de conseguer a nível internacional com só 5 anos de vida, nem sempre é valorado pola mídia nem pela sociedade em geral. Nom pode ser que a comunidade feminista nom ponhamos toda a nossa força e recursos em acompanha-las neste momento histórico para elas. Especialmente quando vai ser tam divertido e emocionante.

A Revirada, revista feminista temo-lo claro. Esta é a semana das Roller Derby e este fim de semana estaremos com elas a tope. E daí para diante.

Divulga, assiste a 1, 2 ou os 3 dias da WFTDA 2018 na Corunha, une-te à equipa Roller Derby da tua localidade, organiza uma se nom existe ainda.

Juntas somos indestrutiveis, Juntas construimos comunidade feminista.

Contamos contigo. 😉